Conversação Libertária no Rio de Janeiro « somaterapia / soma / terapia corporal anarquista / roberto freire / joão da mata

somaterapia / soma / terapia corporal anarquista / roberto freire / joão da mata-

Conversação Libertária no Rio de Janeiro

Conversação Libertária na Soma no Rio de Janeiro

“Drogas e Liberdade” com Thiago Rodrigues


Dia 05 de Abril (quarta) – 20:30h
Rua Maria Eugênia, 215 – sl. 201 – Humaitá – Rio de Janeiro
entrada livre

O chamado ‘problema das drogas’ é uma questão recente. Há aproximadamente cem anos, a maioria das drogas psicoativas hoje proibidas eram produzidas, vendidas e consumidas legalmente sem qualquer regulamentação.
Desde então, no entanto, a proibição dessas e de outras substâncias gerou um imenso negócio ilegal de projeção global, com milhões de presos, mortos, sofrimentos e violências.
Essa conversação propõe uma aproximação libertária das práticas com drogas e das políticas elaboradas na tentativa de controlar as infindáveis formas pelas quais mulheres e homens, há milênios, experimentam estados alterados de consciência.

Esta Conversação Libertária na Soma é um convite aberto a quem tem interesse em problematizar questões atuais sob uma perspectiva anarquista.

Sobre nosso convidado:
Thiago Rodrigues é professor no curso de Relações Internacionais da UFF e pesquisador no Nu-Sol/PUC-SP.
É autor, entre outros, de “Narcotráfico, uma guerra na guerra” (2012) e co-editor de “Drogas, Política y Sociedad en América Latina y el Caribe” (2015) e “Drug Policies and the Politics of Drugs in the Americas” (2016).

 

Matéria sobre Roberto Freire na Revista Caros Amigos:

Defesa pública da tese de Doutorado em Psicologia – UFF

“A Arte-luta da Capoeira Angola e Práticas Libertárias” de João da Mata

Dia 29 de Agosto (sexta-feira) de 2014 – as 14h – Sala 209 -Bloco N – Campus Gragoatá – Niterói.

Estarão presentes na banca de defesa:

Dr. Edson Passetti (PUC-SP), Drª. Heliana Conde (UERJ), Dr. Jorge Vasconcellos (UFF), Dr. Johnny Alvarez (UFF) e Drª. Márcia Moraes (Orientadora)

Fragmentos da tese:

“A virtude do corpo no jogo da capoeira angola vem de uma peculiar performatividade: sua capacidade de mover-se de maneira inusitada e surpreendente. Este jeito do corpo em instaurar-se no mundo de modo inteligente – na elegância do gesto ou na tensão do golpe – baliza sua existência na interface entre a arte e a luta.”

“Ainda vivemos com demasiada intensidade um corpo platônico, cindido e esquizofrênico. Cortando em duas partes, a hegemonia do pensamento sobre as sensações continua a reinar fortemente, e sua incidência começa cedo e continua pela vida: em casa, nas escolas e suas rígidas cadeiras, na lógica do trabalho e na produção do dinheiro. Seguimos firmes na manutenção do platonismo e no abandono do corpo, apesar das fissuras provocadas por pensadores somáticos.”

“O que Wilhelm Reich (1897-1957) busca compreender, sem dirigir-se diretamente à Éttiene La Boétie (1530-1563), é como a neurose está relacionada à ideia da aceitação do soberano. Para ele, o conflito emocional se produz através da incitação à obediência, que começa em casa a partir de uma educação orientada para o consentimento da centralidade e da hierarquia. De início, a obediência aos pais; depois aos professores; aos patrões; e por fim ao Estado, seja ele representado pela polícia ou tribunais. A obediência a Deus perpassa todos estes espaços. Para La Boétie, e em certa medida também para Reich, o espanto com os efeitos danosos do autoritarismo se dirige mais aos que obedecem do que a quem os produz.”

Recentes publicações sobre a Soma no site da UOL, da Revista Trip e da Revista Vice. Veja aqui as reportagens:

Matérias recentes sobre a Soma:

Site da UOL: Seu corpo é Livre

“(…) Se o corpo nu é algo que nos une como semelhantes, por que há aversão social? “Sofremos um retrocesso careta com o renascimento de forças conservadoras”, avalia João da Mata. Para o terapeuta, a nudez é sempre severamente punida e ligada ao impuro, uma visão repassada dentro dos valores familiares tradicionais no Brasil. (…)”


Revista Vice: A Incompreendida Psicoterapia de Wilhelm Reich

“A obra de Wilhelm Reich serve como espinha dorsal para a chamada Somaterapia. Criada no Brasil pelo médico e instaurador libertário Roberto Freire (1927-2008) nos anos 1970, no período da ditadura civil-militar, a Somaterapia procura entender o comportamento humano a partir das relações sociais desenvolvidas no cotidiano dos indivíduos. (…)”

 

Site do UOL: Terapia criada na ditadura encontra terreno fértil no atual clima de protestos

A matéria publicada no site do UOL busca traçar uma relação entre o atual momento político brasileiro, marcado por manifestações e críticas sociais, com a Soma – uma terapia anarquista. Texto do jornalista Carlos Minuano.

Revista TRIP, em junho de 2014: Ame e dê Vexame.

A edição de junho de 2014 é dedicada a busca do Tesão como modo de vida pautado no prazer. Em “Cadê o seu Tesão”, a reportagem faz alusão ao livro “Sem tesão não há solução”, best-seller de Roberto Freire que propõe o tesão como arma revolucionária diante do niilismo das sociedades autoritárias.

 


SOMA no Facebook


Acompanhe também as atividades da Somaterapia pelo Facebook:

Acesse: Soma uma terapia anarquista

Newsletter da Soma

assinar reset

Soma no Rio de Janeiro

Rua Maria Eugenia 215 /
Sala 201 /Humaita
+55 21 9 9871 3684 / +55 21 3268 4206
info@somaterapia.com.br

Soma em São Paulo

Rua Cardoso de Almeida 54 /
I° andar / Perdizes
+55 21 9 9871 3684 / +55 21 3268 4206
info@somaterapia.com.br

MANDAR UM EMAIL
Soma No Facebook